Adquirir um imóvel é uma tarefa que exige muito planejamento, pois algumas decisões devem ser tomadas com muito cuidado. A compra de um Imóvel pode impactar bastante no orçamento e alguns pontos precisam ser bem analisados, uma vez que trazem economia e evitam complicações. Assim, antes de financiar, fique atento aos pontos a seguir.

 

Vamos partir do pressuposto que o imóvel perfeito foi encontrado, localização ideal e dentro do valor projetado e o crédito já está aprovado. Ainda assim, a entrada só deve ser paga após a aceitação do imóvel como garantia do financiamento. Fique atento, não é incomum os bancos não aceitarem a garantia, pois o imóvel pode ter algum ônus, os proprietários alguma dúvida ou até mesmo por irregularidades de documentação.

 

Basicamente existem duas modalidades de cálculo para um credito imobiliário, tabela SAC e tabela PRICE. São cálculos distintos e impactam diretamente na cobrança dos juros. Na tabela SAC as parcelas começam mais altas e vão diminuindo mês a mês. Já na PRICE as parcelas são niveladas, em um primeiro momento menores comparadas as parcelas da outra tabela, mas no longo prazo uma carga maior de juros. Na maioria dos casos, o sistema SAC representa uma economia significativa de juros.

Não é segredo para ninguém que o saldo das suas contas de FGTS pode ser utilizado para entrada ou até compra integral de um imóvel. Mas o que ninguém conta, é que o saldo do FGTS pode ser utilizado para antecipar parcelas do seu contrato de financiamento. A melhor forma de fazer essa antecipação é buscando as últimas parcelas, assim retirando a maior carga de juros.

 

Os bancos públicos são detentores das contas de FGTS e podem utilizar desses recursos para financiar os créditos imobiliários. Essa condição, entrega uma remuneração menor para o investidor e por consequência taxas de juros mais interessantes para quem está financiando. Então antes de escolher a instituição para operar o financiamento, convém cotar em um banco público.

 

Uma excelente opção para substituir um financiamento é o consorcio, uma vez que não existe cobrança de juros e a taxa de administração é fixa. O consorcio é um grupo de pessoas reunidos por uma administradora, com objetivo comum em adquirir um bem. Existem várias formas de um consorcio ser contemplado, de se ter acesso ao bem, a mais assertiva delas é através de um lance (entrada). Com um estudo detalhado e escolha do grupo ideal, muitas vezes é possível utilizar do valor separado para entrada na contemplação da carta de crédito. Isso reflete diretamente no valor final pago pelo imóvel, na grande maioria dos casos sendo categoricamente menor se comparado ao financiamento.   A TGL consultoria é especialista em economia e detém um time de consultores capacitados para te ajudar a tomar a melhor decisão. Entre em contato para um estudo de viabilidade

George Resende.